Testando sensor Touch no Node32

Testando sensor Touch no Node32

Hoje em dia, sensor touch já virou “carne de vaca”, algo muito comum, afinal está em todos os celulares, basta arrastar o dedinho na tela e ele vai saber exatamente aonde você quer tocar, que tal seria poder usar essa mesma tecnologia nos seus projetos, possibilitando novas formas de integração de seus projetos.

Para fazer essa detecção existe diversas alternativas, mas quero explorar aqui um modulo que utiliza o CI TTP223B [datasheet], que funciona muito bem, é bem pequeno e de fácil instalação, abaixo uma foto do modulo:

Esse modulo foi construído de forma bem legal, possibilitando algumas configurações e até usar outra superfície como sensor, na plaquinha acima é possível ver 4 pontos de solda, agrupados 2 a 2, e com a letra A e a letra B, elas vão permitir você selecionar como o Gatilho (Trigger) irá funcionar, veja abaixo as possibilidades.

Modulo de configuração do trigger
Chave – AChave – BModulo de bloqueioSaída
abertoabertonão bloqueadoALTO (HI)
abertofechadobloqueadoALTO (HI)
fechadoabertonão bloqueadoBAIXO (LOW)
fechadofechadobloqueadoBAIXO(LOW)

Além dessa configuração, é possível como comentei acima, usar aqueles 2 pontos de solda no canto da placa (tracejados) para usar outra superfície como sensor touch.

No teste que fiz, soldei os pads para poder colocar a placa na protoboard, e liguei conforme imagem abaixo no ESP32, não achei meu NodeMCU, alias, achei 2 que não estavam funcionando ;P

Primeiro testei para entender como seria a saída do sensor, e verifiquei que é uma saída digital, tipo ALTO (HIGH) ou BAIXO (LOW), então coloquei na porta GPIO36 do Node32s e fiz o código de um botão simples:

// https://github.com/kadu/ttp223-test/blob/master/src/main.cpp
#include <Arduino.h>

void setup() {
  pinMode(GPIO_NUM_36, INPUT);
  Serial.begin(115200);
}

void loop() {
  Serial.println(digitalRead(GPIO_NUM_36));
#include <Arduino.h>

void setup() {
  pinMode(GPIO_NUM_36, INPUT);
  Serial.begin(115200);
}

void loop() {
  Serial.println(digitalRead(GPIO_NUM_36));
  delay(300);
}

Com o teste feito e vendo como ele estava funcionando, resolvi testar colocar alguns objetos na frente e verificar se o sensor poderia “ver” por entre objetos, testei primeiro com uma folha de sulfite, funcionou perfeito, depois fui tentando aumentar a espessura dos materias, tentei um acrilico de 5mm, funcionou de boa, também testei com uma peça impressa em 3D que tenho aqui (PLA) de 4mm e também funcionou, veja:

Perceba a luz vermelha embaixo da plaquinha ascendendo e apagando quando aproximo meu dedo.
Abaixo vou deixar o vídeo da live aonde fiz todos estes testes, confira lá